Current track

Title

Artist


Ronaldinho Gaúcho chega ao Rio depois de 171 dias preso no Paraguai

Written by on 25 de agosto de 2020

Fonte: Quem Acontece

Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto de Assis, que passaram 171 dias presos no Paraguai, chegaram ao Brasil na tarde desta terça-feira (28). Os irmãos desembarcaram no aeroporto Antônio Carlos Jobiom (Galeão) onde foram cercados por torcedores. Ele foram liberados pela justiça paraguaia na segunda-feira (24).

View this post on Instagram

?‍♂️RONALDINHO GAÚCHO E IRMÃO ESTÃO LIVRES E PODEM RETORNAR AO BRASIL Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis Moreira, seu irmão, estão livres. Nesta segunda-feira, a Justiça do Paraguai soltou os dois ex-jogadores, que estavam detidos há mais de cinco meses, embora eles tenham sido culpados. Assim, agora eles poderão retornar ao Brasil. Os irmãos eram acusados pela utilização de passaportes falsos para entrarem no país em março. Eles foram condenados, com pena suspensa de dois anos para Assis e de um para Ronaldinho. Em março, a Justiça havia determinado que Ronaldinho e o irmão precisavam permanecer detidos durante a investigação. O inquérito poderia durar até seis meses para ser concluído. A soltura foi possível porque Ronaldinho e seu irmão aceitaram a proposta do Ministério Público para que fossem colocados em liberdade. Eles irão pagar uma multa de US$ 200 mil (R$ 1,12 milhão), que será descontada da fiança paga quando foram colocados em prisão domiciliar. E Assis terá de comparecer a cada quatro meses perante a um juiz brasileiro durante o período da pena suspensa. O juiz de garantias Gustavo Amarilla Arnica aceitou o acordo feito entre as partes e colocou os irmãos em liberdade, com a pena suspensa. Como a Justiça acatou o pedido do Ministério Público, após o prazo legal, o processo será arquivado. O juiz informou ainda que o valor da multa será utilizado no combate à Covid-19 no Paraguai. #paiçandunews #ronaldinhogaucho #paraguai

A post shared by Paicandu News (@paicandunews) on

ENTENDA

Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto de Assis passaram os últimos seis meses em prisão domiciliar em Assunção. No começo de março, eles foram presos pela polícia após terem entrando no país com passaportes falsos. Os dois pagaram fiança, mas tiveram a prisão preventiva decretada porque o Ministério Público paraguaio queria investigar se os irmãos estavam envolvidos em outros crimes.

Ronaldinho e Roberto passaram um total de 171 dias presos. Na segunda-feira (24), os dois foram liberados pela Justiça e já podem voltar ao Brasil. Antes, no entanto, precisam pagar multas: US$ 90 mil (R$ 504 mil) para Ronaldinho e  US$ 110 mil (R$ 616 mil) para Roberto. O valor poderá ser descontado do que eles já pagaram de fiança ao serem presos.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *