Ouça ao vivo

Título

Artitsta


Presidente Helisson Pelegrini da Smartbens dar dica do Guia do FGTS: o que considerar antes do saque

Escrito por em 22 de outubro de 2020

Por Smart Bens

 Postado em SmartEconomia 

Novas formas de usar os recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) estão sendo implementadas pelo governo. Em outrora, o saque só poderia ser feito pelo trabalhador em caso de demissão sem justa causa, aposentadoria ou em situação de doenças graves e compra de imóvel. Com os ajustes, foi criado o saque-aniversário, uma proposta que permite sacar parte do valor depositado no Fundo uma vez por ano. Porém, essa opção impede o saque total em caso de demissão.
Especialistas alertam sobre a nova proposta e falam da importância de levar em conta se há ou não reserva financeira, dívidas e estabilidade do emprego. De acordo com os planos e as situações de cada trabalhador, os analistas indicam:

Quem não tem reserva financeira

Caso você tenha saldo no FGTS, mas não construiu uma reserva financeira além dele, é indicado se organizar e juntar parte do salário. Os especialistas apontam que a rentabilidade do FGTS está propícia a aumentar por conta da mudança de distribuição dos lucros, o que torna o Fundo mais rentável que a caderneta de poupança.
Dentro dessas circunstâncias, o saque do Fundo é recomendado para aplicações com grande potencial de rendimento e garantia de segurança, como o investimento em imóveis, por exemplo.

Quem tem muitos recursos no FGTS

Considerando que você tenha uma vida estável, reserva financeira e orçamento controlado, o saque representa um ganho bem significativo. Mas se você ainda não possui casa própria, recomenda-se a aplicação do dinheiro para essa aquisição, pois o cenário está favorável para a compra de imóveis e o retorno do investimento é seguro e favorável.

Quem sonha com a casa própria

Deseja comprar um imóvel? Os especialistas defendem que o Fundo seja usado para esta aquisição. Mas se você já está com o financiamento da sua casa em aberto, o ideal é que os recursos sejam sacados para amenizar ou até quitar as parcelas.
Na situação de compra de imóvel, os especialistas não recomendam o saque anual, pois você tem o direito, previsto em legislação, de sacar todos os recursos de uma única vez para alcançar essa tão sonhada conquista.

Quem deseja formar família

Se você deseja se casar ou aumentar sua família, a recomendação é ter o controle do orçamento de perto e fazer cortes onde for possível. Priorize o investimento em uma casa própria, caso ainda não tenha, e evite usar o Fundo para gastos como uma grande festa, por exemplo.
As duas situações são de longo prazo e devem ser planejadas com muita organização financeira, desta forma, o saque do FGTS deve ser usado com bastante cautela.

Quem já tem uma família para cuidar

O primordial, pontuam os especialistas, é mensurar os gastos com habitação, educação dos filhos, saúde e lazer. Avalie as oportunidades de melhoria de vida e bem estar, pondere o uso do dinheiro do Fundo para o consumo, como a compra de eletrodomésticos ou para o pagamento de contas do cotidiano.

O sonho da casa própria: a melhor aplicação do seu FGTS

Em diversos casos, a aplicação do recurso do FGTS em um imóvel é o mais recomendado pelos especialistas, dado os benefícios e as circunstâncias favoráveis para compra no mercado imobiliário. Na hora de usar seu saque do Fundo para comprar sua casa própria, escolha uma imobiliária consagrada pela excelência no atendimento e por oferecer as melhores oportunidades de Brasília, escolha a SmartBens!
Fale com um de nossos especialistas, conheça nossos imóveis e tire suas dúvidas sobre o saque do FGTS para a compra da sua casa própria.

https://smartbens.com.br


Opinião do leitor

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *