Ouça ao vivo

Título

Artitsta


Lucianno Pessoa / Locutor


Lucianno Pessoa shows

Balada 99

Aqui você é VIP e a festa só tem hora para começar!

Tocando Sucesso

A batida que mexe com você toca aqui!

Tarde Show

Esta Tarde é um Show!

Boa Noite Goiânia

Ouça boa música e faça novas amizades!

Oi, que bom que a vida fez a gente se encontrar por aqui!

E quando eu digo que foi a vida, é porque foi exatamente isso…

Quando eu era criança ou mesmo quando adolescente, nunca pensei em trabalhar no rádio. Até onde me lembro, pensava em ser dentista.

Até porque eu era um jovem muito tímido, e cá entre nós, timidez não combina muito com rádio, não é mesmo?!

Mas a vida é como tem que ser e um certo dia, lá pelos 15 ou 16 anos (em meados dos anos 90), fui me encontrar com alguns amigos. Chegando lá, o papo era sobre um curso de DJ que aconteceria na pacata cidade (nem tão pacata assim, risos…) de Alta Floresta, MT.

 

Galeria

 

A turma toda decidiu fazer o curso com o DJ Minga na Play House Discoteca (eu trabalhava lá como Barman, só pra constar…).

Então, por livre e espontânea pressão da turma (risos), resolvi fazer o curso também.

E pra surpresa geral, o cara mais tímido da turma (eu mesmo, risos) que nem queria fazer o curso, levava jeito pra coisa. Logo me tornei um dos DJs da casa, e depois de algum tempo passei a ser o DJ residente (literalmente, pois morei um bom tempo dentro da boate).

No começo com toda a minha timidez, eu só queria mesmo tocar as músicas…

Até que um certo dia ao testar o microfone antes de abrirmos a casa, alguém disse lá do fundo: Nossa, que voz legal!

Era o que eu precisa ouvir, a partir daquele dia comecei a prestar mais atenção nos locutores de rádio, nos comerciais de TV e em tudo mais que envolvia locução e produção de áudio.

Foi a descoberta de um mundo novo pra mim, e desde então, mergulhei de cabeça no mundo do rádio.


Frase favorita

“Evite o mal, pratique o bem e seja grato por tudo o que você tem!” ~ Lucianno Pessoa

Não demorou muito para minha primeira oportunidade no rádio aparecer.

Foi no final dos anos 90 que ingressei pra valer neste fantástico mundo. O ano era 1998, recebi o convite para fazer a produção de áudio da Bambina FM 96,9 na época afiliada da Band FM.

Depois de alguns meses nessa função (e intrometidamente colocando minha voz em alguns comerciais, risos…), um certo dia, o proprietário da rádio (Sebastião Murucci Pirovani) me chama em sua sala e disse: Você daria conta de apresentar um programa?

Com receio e um pouco de medo também, respondi: Nunca fiz, mas posso tentar!

E assim, aos trancos e barrancos, o garoto tímido assumiu o horário nobre das 08:00 às 10:00h na grade local da Band FM.

No primeiro dia de programa, o nervosismo era tanto que fiz a abertura do programa e simplesmente esqueci de me apresentar (risos..), mas com o passar do tempo fui perdendo o medo e evoluindo.

Olhando para trás tenho a certeza do quanto a vida e as pessoas que cruzaram meu caminho foram generosas comigo.

Resumindo um pouco essa história, depois desse começo inesperado no rádio, no ano 2000 recebi outra grande oportunidade, desta vez, do então Coordenador Artístico da Gazeta FM (Cuiabá – MT), Cesar Flash Back para integrar o time de comunicadores da emissora que era primeiro lugar em audiência na capital.

Mais uma vez encarei de frente o medo e a responsabilidade de trabalhar com grandes profissionais, todos mais experientes do que eu (tinha 20 anos na época). Foi um período de muito aprendizado.

Em 2001 quando o Grupo Gazeta começou sua expansão pelo interior do estado, aceitei o desafio de compor o time de comunicadores da primeira rádio do grupo fora de Cuiabá, em Barra do Garças, Mato Groosso, divisa com Goiás. A rádio foi a primeira FM da cidade (imagine o sucesso e audiência). Nesse período vivi grandes momentos no rádio, fiz amigos pra vida toda, constituí família, me formei em Marketing, evoluí muito como pessoa e profissional.

Aproveito para agradecer algumas pessoas com quem trabalhei, Lennon Frans (Coordenador Artístico), Donizete Gomes (na época Gerente Administrativo), João Dorileo Leal (Diretor-Presidente) e muitos outros colegas, profissionais que foram muito importantes nesse período para mim.

Depois de mais de 12 anos no Grupo Gazeta, em 2013 numa difícil decisão familiar, pedi demissão do grupo para que minha esposa pudesse dar um salto em sua carreira, diante de uma excelente proposta de trabalho que ela havia recebido em outra cidade. Assim, nos mudamos para Mineiros, em Goiás.

Mais uma vez a insegurança e o medo se fizeram presentes. Sem muitas perspectivas de voltar para o rádio naquele momento, decidi focar em meu Home Studio e intensificar o trabalho de locução e produção de áudio que eu já fazia em paralelo.

Foi um período de descobertas e amadurecimento, novos caminhos se abriram e oportunidades incríveis também, até hoje estou colhendo os frutos do trabalho que desenvolvi nesta fase, mas mesmo assim, não fiquei completamente fora do rádio, ainda tive uma breve passagem de um mês pela Verde Vale FM.

Em 2014, novamente eu e minha esposa decidimos procurar novos desafios. Dessa vez o destino seria Goiânia, cidade que eu visitei pela primeira vez em 2001. Foi amor à primeira vista e desde então eu alimentava o desejo de um dia trabalhar no rádio goianiense, especialmente na 99,5 FM. Mas como muitas vezes a vida é quem dita as regras, “aportamos” em Anápolis, região metropolitana de Goiânia. Outra vez, mantive o foco em meu Home Studio, mas mesmo morando a 60 quilômetros da capital, não desisti da ideia de trabalhar no rádio em Goiânia. Foi então que depois de algumas visitas as rádios, surgiu a oportunidade de integrar a equipe da Sucesso FM por uma curto período de três meses, mas que tiveram sua importância na minha trajetória profissional.

Depois dessa curta experiência em Goiânia, continuei com os trabalhos em Home Studio e vez ou outra “flertando” com rádios de Anápolis, na esperança de uma proposta interessante para ambas as partes.

Finalmente em agosto de 2015, recebo uma ligação inesperada do então Gerente de Programação da Serra Dourada Comunicações, Djalma de Almeida Lázaro, dizendo o que eu gostaria muito de ouvir, que tinha uma oportunidade na 99,5 e que havia pensado em mim para a vaga. No mesmo dia conversamos e acertamos os detalhes, no dia seguinte, 18 de agosto de 2015 eu já fazia parte da equipe de comunicadores da 99,5 FM.

Deixo aqui registrado meu agradecimento ao grande amigo Ney Magrini, que foi o meu primeiro contato aqui na 99,5 (se não me engano nos conhecemos desde 2008) e claro, minha gratidão ao Djalma pela confiança e oportunidade de trabalhar nessa rádio que pra mim, é a melhor rádio do Brasil!

Quantas histórias até nos encontrarmos aqui, não é?!

Mas o importante, é que no final, tudo se encaixa e percebemos o propósito do caminho percorrido.

Só posso dizer que sou feliz por estar aqui e contar com a sua companhia!